16.7.09

Um Armazém das Antigas

Durante a escrita de meu primeiro livro, Caminhos do Sabor - Estrada Real, uma das histórias mais encantadoras que descobri foi a da Mercearia Paraopeba, em Itabirito, MG.

Através de Seu Juca e Roninho, pai e filho, percebi que este armazém não é apenas um lugar que vende produtos diferenciados, mas também um exemplo de como viver em comunidade.

Quando meu amigo Pepe me fez a proposta de fazer um vídeo sobre uma das histórias de meus livros, imediatamente escolhi a da Mercearia Paraopeba.

25 comentários:

Anônimo disse...

Rusty,
Conheci o seu trabalho recentemente, graças à CBN.
Quero lhe dizer que ainda que tenha visto e ouvido pouco, gostei por demais !
Este filme na Mercearia Paraopeba é uma obra de arte (mesmo que muitos possam achar que eu esteja exagerando).
Continue sua jornada ...
E muito sucesso !!!
Abraço fraterno,
Carlos Machado (de Teófilo Otoni/MG)

Rusty Marcellini disse...

Prezado Carlos Machado,

Obrigado por suas gentis palavras sobre meu trabalho.

Forte abraço,
Rusty.

Alexandre disse...

Sensacional!! Parabéns pela produção, Rusty!

fuim disse...

Olá Rusty!

Sou Itabiritense, amigo de infância de Roninho e tenho o Juca como um pai. Confesso que estou emocionado depois de assistir o seu vídeo. Estive hoje na filial da Mercearia Paraopeba (Empório São Nicolau) e eles me mostraram a matéria no Jornal e me indicaram o seu blog.
Tenho um grupo de samba e chorinho que se chama Cachaça com Arnica. Temos um samba que conta um pouco da história da mercearia, composto pelo Pirulito da Vila, componente do grupo. Estou tomando a liberdade de lhe mandar uma gravação caseira deste samba através de seu e-mail.
No mais, parabéns pela matéria do jornal e principalmente por esse vídeo comovente!

Grande abraço, e espero conhece-lo pessoalmente quando novamente estiver em Itabirito.

Márcio Lima (Fuim)

Anônimo disse...

Olá, Rusty, sou itabiritense e achei o seu documentário sobre a Paraopeba muito legal! É um lugar realmente especial, com pessoas amigas e atendimento nota 10. Aproveito para convidar você e seus leitores para conhecer o projeto www.itabiritocultural.com.br, que divulga a área artística da cidade.
Grande abraço, Thelmo Lins

pirulito da vila disse...

olá rusty,sou pirulito da vila compositor da música mercearia paraopeba e desde já agradeço e parabeniso por voce levar um patrimonio de itabirito para o mundo ver que é a mercearia paraopeba.

nao disse...

Fantástico o vídeo. Certo que irei conhecer este simpático armazém no meu próximo passeio pela região. Produção muito bem feita. Mais uma vez, meus parabéns.

Rodrigo Resende

Nina H disse...

Rusty,

Parabéns pelo vídeo!

Fico muito feliz de ver divulgado um dos armazéns da terra de meus pais e avó (famílias Melillo e Bretas).
Sou arquiteta urbanista e trabalho com patrimônio cultural, e como tal, já fiz alguns trabalhos nessa área para a Prefeitura de Itabirito, sendo q um deles foi parte do Inventário de Bens Culturais do Município, há alguns anos atrás. Incluí o Armazém Paraopeba nesse Inventário.
Acho formidável o enfoque q o Sr. Juculau e o Roninho dão a este tradicional negócio, tão típico do interior de Minas e que, infelizmente, está acabando.
Cito o caso de um grande armazém, no centro da cidade de Santa Bárbara, q vendia de bota e sela a milho, panela, cebola, etc.
Esse armazém possuía grandes balcões de madeira, prateleiras sem fim, caixotes para acomodar secos, e prateleiras e cabos para dependurar os molhados.
Esse armazém funcionava numa edificação de princípio do século XX, possivelmente erguido em substituição a um mais antigo, no mesmo lugar, pois alí perto funcionava um pátio de mercado, onde se reuniam tropas q realizavam comércio, a exemplo do que era o Mercado de Diamantina.
Imagino q alguém da família proprietária desse armazém fez em uma faculdade um moderno curso de administração de empresas e resolveu modernizar a gestão, mudando o ramo dos negócos para o de materiais de acabamento, naturalmente também com a modernização do visual, tornando-se o antigo ponto em uma telha norte toda "ceramizada".
Alí perto mesmo existe também o caso de uma loja de material elétrico q foi modernizada, com a brilhante consultoria de um arquiteto, que transformou a antiga e linda fachada.
E por essas razões, sinto imenso orgulho de ver o Roninho tocar o armazém de seus avós, tendo sucesso nos negócios, provando que o bacana é ser simples!

Paranbéns, mais uma vez, pelo vídeo, e pela sua divulgação!
E peço permissão para invcluir este vídeo em meus blog, e compartilhá-lo em meus sites.

Atenciosamente,
Edelweiss Herrmann
Arquiteta urbanista, especialista em revitalização urbana e arquitetônica e restauradora de materiais cerâmicos e pétreos.
BH/MG

Rusty Marcellini disse...

Prezada Edelweiss Herrmann,

Obrigado por suas gentis palavras sobre o video que fiz da Mercearia Paraopeba. Realmente é um privilégio contarmos com um lugar como este em Minas Gerais. Pode sim incluir o video em seu blog e divulgá-lo.

Um grande abraço,

Rusty Marcellini

Nina H disse...

Obrigada!
E passa lá no meu blog pra ver.
[]s
NH

:: Mabel :: disse...

Excelente video!!!
Parabens pelo trabalho.

A mercearia Paraopeba e o Empório São Nicolau são lugares realmente especiais e de resgate de valores inexistentes nos dias de hoje.

Sou fã numero 1!!!

Neide Rigo disse...

Rusty! Que pena que não nos conhecemos. Preciso urgentemente conhecer o Paraopeba! Parabéns pelo trabalho e obrigadíssima por me mandar este presente - postei lá no Come-se. Um grande abraço, N

andarilha disse...

Rusty,
excelente vídeo. Aqui em São Paulo temos uma "embaixada" de Itabirito, que é o Empório Delícia Mineira (fica na Rua Tangará, 213. Tel: 5083.5835). Almoço ali de vez em quando e mato a saudade do pastel de angu, do tutu, do tropeiro, do angu, do quiabo etc. E um pequeno empório fornece as delícias de Minas como o pão de queijo, o pastel de angu, a cachaça, o pé de moleque...

Parabéns.

Daniel Brazil disse...

Muito bom! Adorei também a série sobre publicitários de miolo mole. Também comentei recentemente sobre propaganda de cerveja, espie!

Simone Bessa disse...

Rusty,
Emocionante!
Quantas lembrenças, quantas memórias...impossível não pensar no que lemos na apresentação da página do Sistema Brasileiro de Museus:

Os museus são casas que guardam e apresentam sonhos, sentimentos, pensamentos e intuições que ganham corpo através de imagens, cores, sons e formas. Os museus são pontes, portas e janelas que ligam e desligam mundos, tempos, culturas e pessoas diferentes.

Os museus são conceitos e práticas em metamorfose.

Patrícia disse...

Parabéns pelo vídeo! Apesar de ser da família e, portanto, suspeita pra falar, não tenho como deixar de comentar o orgulho do talento desses dois (tio Juca e Roninho). Afinal, eles fazem parte da minha história e merecem a "fama" que conquistaram. Abraços, Patrícia.

Anônimo disse...

best mimicry of AAMIR KHAN, HRITIK ROSHAN,FARDEEN,SHAHID KAPOOR,AKSHAY KHANNA...i saw this and HAD to share with you guys!!!

[url=http://www.mydesizone.com/video/wOjcyunSGAc/BEST-BOLLYWOOD-MIMICRY.html]BEST BOLLYWOOD MIMICRY[/url]

Anônimo disse...

[url=http://ndev.unl.edu/cms/index.php?option=com_fireboard&Itemid=54&func=view&id=609&catid=12] Buy reductil online
http://ndev.unl.edu/cms/index.php?option=com_fireboard&Itemid=54&func=view&id=609&catid=12
Buy reductil online

Silvia - BH disse...

Gostei muito do video. Nós mineiros convivemmos com estas tradições mesmo na cidade. A propósito, fica a indicação do Museu de Artes e Oficios, em BH, na Praça da Estação, uma visita que certamente agradará aos que apreciaram este video. http://www.mao.org.br/

Juliana disse...

Amei!
O que é bom caminha sozinho e chega a muitos...
Se veja na Veja: http://veja.abril.com.br/blog/augusto-nunes/feira-livre/um-armazem-das-antigas/
abraços
parabéns
Juliana

Heloisa disse...

Rusty,foi com imenso prazer que tomei conhecimento deste vídeo através da Nina Horta,que ironia,eu mineira e morando em BH! Fiz questão de ir lá como presente de aniversário - julho,quantas compras fiz:farinha de beiju,umbigo de bananeira,pimenta ,doces e tudo mais.Tinha uma reporter do Globo Rural,saiu a matéria?Não consegui ver...
Adoro seu programa,
abraço,

Anônimo disse...

Teka braga, Sou de Aracruz Espirito santo,depois de tantas palavras bonitas homenagens merecidas,nao tenho muito o que dizer,apenas parabens por serem assim,pois sao deste tipo de pessoas que nosso mundo tanto presiza,boa sorte parabenssssssssss.

Anônimo disse...

Caro Rusty,

Parabéns pelo seu trabalho. Admiro seu programa na rede minas, CBN, e mais.:
Sua classe, educação e simplicidade , fazem de você um super profissional .

Abraços e sucesso.
Mylene

Anônimo disse...

Nunca fui a Itabirito. Mais: nem sabia da existência de Itabirito. Foi a Mercearia Paraopeba quem me fez ter vontade de ir até lá. É inacreditável que ainda haja um lugar assim, e Deus queira que assim continue por longos e longos anos, mostrando que tradição não é sinônimo de velhice, é sinônimo de cultura, é sinÔnimo de Brasil no que ele tem de melhor: sua gente, seus usos, seus costumes. Continuem assim, por favor! Abs. Fred.

Anônimo disse...

Rusty: sou mineiro de BH, nasci em Santa Tereza mas adoro o interior e principalmente as comidas de fogão de lenha em panela de ferro / pedra. Veja seu programa às segundas na Redeminas, e gosto da variadeda de locais visitados. Estou sempre no Mercado Central em busca de surpresas em bancas especializadas em itens do interior.
Parabéns pela simplicidade em abordar pessoas e situações ligadas aos pratos mineiros.

Sérgio O. de Andrade.