19.10.09

Veja Belo Horizonte - Comer e Beber - ed. 2009/2010.

Acaba de chegar às bancas a edição 2009/2010 da revista "Veja - Comer e Beber", que premia diversos estabelecimentos de Belo Horizonte em diferentes categorias.

Como acontece todo ano, há sempre controvérsias entre os lugares que receberam indicações e até os que foram premiados. Conversei com inúmeras pessoas e muitos (eu inclusive) acreditam que o critério de premiação da revista deveria ser revisto.

Infelizmente, por não haver a obrigatoriedade dos jurados de visitar os estabelecimento, muitos acabam elegendo aquele que primeiro lhe vem à mente. Ou seja, acaba sendo uma eleição de velhos medalhões de Belo Horizonte. Afinal, conforme notado pelo colega Augusto Franco em seu blog Prato do Dia, que outra razão explicaria a premiação do "Bolão" pelo enésima vez como "Melhor Fim de Noite" de Belo Horizonte?

Também discordo do critério de escolhas dos jurados. Como pode alguém indicar um boteco como o "Bar do Primo" (que, por sinal, é um ótimo lugar) para melhor "Para Ir a Dois"? Ou escolher a "Massas Terni" como melhor "Empório Gourmet?

Além disso, há locais que são eleitos com apenas 2 votos, como a "Mercearia do Lili" para melhor "Boteco", e outros que são praticamente uma unanimidade, como a pastelaria "Marília de Dirceu", eleita melhor "pastel", que recebeu 9 de 10 votos possíveis (Será que todos os jurados gostam tanto assim da pastelaria? Ou será que não lembram do nome de outras na cidade? Ou pior, será que desconhecem as demais casas que vendem pastéis maravilhosos em BH, como o Dom Pastel e a Pastelaria do Ouvidor?).

Como pode o chef Ivo Faria ganhar todo ano na categoria "chef do ano"? Todos os belo-horizontinos (e até os brasileiros de outros estados) já estão cansados de saber que ele é um excelente profissional. Acredito que elegê-lo ano após ano acaba não somente desmerecendo sua própria capacidade quanto as dos demais chefs de cozinha da capital. Não seria a hora da Veja fazer como a revista Gula e adotar o critério que vencedores em anos consecutivos não devam ser votados?

Com a edição da Vejinha 2006/2007 em mãos, percebo não haver grandes variações entre os premiados em relação à edição 2009/2010. Será que Belo Horizonte parou no tempo e nada de novo surgiu nestes últimos 3 anos na cidade?

Abaixo, publico todos os indicados e premiados da edição 2009/2010.

Envie seu e-mail para o saboresbh@cbn.com.br com comentários, críticas, e sugestões a respeito do mesmo. (Obs: Todos que enviarem e-mail irão concorrer a um sorteio de passaportes gastronômicos de restaurantes na região da Pampulha que dá direito a 100% de desconto no prato do acompanhante).


Categoria Comidinhas.

- Melhor Café Espresso. Indicados: Santa Sophia, Café Kahlua, Café 3 Corações, e California Coffee. Vencedor: Santa Sophia.

- Melhor Chocolate. Indicados: Doce Companhia, Kopenhagen, Confisserie du Chocolat, Doce Cacau, e Fany Bombons. Vencedor: Confisserie du Chocolat.

- Melhor Doceria. Indicados: Ah! Bon, Fany Bombons, Bendita Gula, Solange Lopes Patisserie, Doces de Portugal, Célia Soutto Mayor. Vencedor: Ah! Bon.

- Melhor Empório Gourmet. Indicados: Tutto Itália, Massas Terni, Verdemar, Banca Santo Antônio, Casa Rio Verde, Boníssima Padaria e Delicatessen. Vencedor: Verdemar.

- Melhor Padaria. Indicados: Casa Bonomi, Verdemar, Boníssima Padaria e Delicatessen, e Trigopane. Vencedor: Casa Bonomi.

- Melhor Pão de Queijo. Indicados: Verdemar, Boníssima Padaria e Delicatessen, Dona Diva Café e Quitandas, Padaria e Confeitaria Monte Cristo, Pão e Companhia, Ki-Delícia Pão de Queijo, e Padaria e Confeitaria La Paline. Vencedor: Verdemar.

- Melhor Pastel. Indicados: Marilia de Dirceu, e Fugiyama. Vencedor: Marília de Dirceu.

- Melhor Salgado. Indicados: Célia Soutto Mayor, Tia Clara, Boca do Forno, Beirute, Momo Confeitaria, e Benzadeus. Vencedor: Boca do Forno.

- Melhor Sanduíche. Indicados: Eddie Fine Burgers, Casa Bonomi, Marietta, Café com Tango, e Subway. Vencedor: Eddie Fine Burgers.

- Melhor Sorvete. Indicados: Alessa Gelato e Caffè, La Basque, São Domingos, Punto It, Easy Ice, I Scream, e Charme Sorveteria. Vencedor: Alessa Gelato e Caffè.

- Melhor Suco. Indicados: Néctar da Serra, e Marietta. Vencedor: Néctar da Serra.


Categoria Bares.

- Melhor Boteco. Indicados: Kobes, Mercearia do Lili, Clube da Esquina, Bar do Antônio, Bar do Orlando, Aconchego da Floresta, Bartiquim, Maria de Lourdes, Tizé. Vencedor: Mercearia do Lili.

- Melhor Carta de Cachaças. Indicados: Via Cristina, Casa do Porre, Kobes, e Alambique Cachaçaria. Vencedor: Via Cristina.

- Melhor Chope. Indicados: Albano's, Krug Bier, Pinguim, Café Viena Beer, e Social. Vencedor: Albano's.

- Melhor Fim de Noite. Indicados: Lord Pub, Chopp da Fabrica, Bolão. Vencedor: Bolão.

- Melhor Happy Hour. Indicados: Bar do Antônio, Café com Letras, Tizé, Bar do Lopes, Obar, Café da Travessa, e Redentor. Vencedor: Café com Letras.

- Melhor Música ao Vivo. Indicados: Marilton's Bar, Estabelecimento, Butiquim Santo Antônio, Vinnil Cultura Bar, Studio Bar, A Casa Pub, Status Café Cultura e Arte, e Butiquim O Inusitado. Vencedor: Vinnil Cultura Bar.

- Melhor Para Ir a Dois. Indicados: Pacífico Bar Café, Balaio de Gato, Café do Divino, Bar e Petisqueira do Primo, Café com Letras, Utópica Marcenaria, Armazém do Árabe, Outono 81, Oratório Bar. Vencedor: Pacífico Bar Café.

- Melhor Para Paquerar. Indicados: Tizé, Social, Clube do Chalezinho, Entre Folhas, Marilton's Bar, NYX Bar, Bar do Antônio, Maria de Lourdes. Vencedor: Tizé Bar e Botequim.


Categoria Restaurantes.

- Melhor Brasileiro / Regional. Indicados: Faz de Conta, Xapuri, Alguidares. Vencedor: Xapuri.

- Melhor Carne. Indicados: Parrilla del Mercado, Fogo de Chão, La Victoria. Vencedor: La Victoria.

- Melhor Francês. Indicados: Bistrô da Matilda, Taste Vin. Vencedor: Taste Vin.

- Melhor Italiano. Indicados: Osteria Matiazzi, Província di Salermo, Vecchio Sogno, Dona Derna. Vencedor: Vecchio Sogno.

- Melhor Japonês. Indicados: Udon, Rokkon, Sushi Naka, Kei. Vencedor: Sushi Naka.

- Melhor Oriental. Indicados: Macau, Sushi Thai, The Art From Mars, Maharaj, San Ro, Amigo do Rei. Vencedor: Maharaj.

- Melhor Peixes e Frutos-do-Mar. Indicados: Atlântico, Badejo, Matusalém. Vencedor: Atlântico.

- Melhor Pizzaria. Indicados: 68, Olegário, Antoine, Specialli, Marilia. Vencedor: Olegário Pizza e Forneria.

- Melhor Variado. Indicados: A Favorita, Hermengarda, Patuscada, O Dádiva. Vencedor: A Favorita.

- Melhor Bom e Barato. Indicados: Vila Árabe, Santa Fé, Osteria Degli Angeli, Macau, D'Istinto, Piacenza, Automóvel Clube. Vencedor: Santa Fé.

- Melhor Carta de Vinhos. Indicados: Taste Vin, Enoteca Decanter, Gomide, Splendido. Vencedor: Taste Vin.

- Melhor Chef do Ano. Indicados: Ivo Faria (Vecchio Sogno), Guilherme Melo (Hermengarda), Rodrigo Fonseca (Taste Vin), Tatá Carvalho (diVino), Sylvia Lis (O Dádiva), Memmo Biadi (Dona Derna e Memmo Pasta e Pizza). Vencedor: Ivo Faria (Vecchio Sogno).


Para escutar o programa CBN Sabores BH que tratou da premiação da revista Veja Belo Horizonte - Comer e Beber, ed. 2009/2010, clique aqui.

14 comentários:

Abrahão disse...

Rusty:
Eu também compartilho da sua impressão sobre os eleitos da Revista. Desconheço a política da revista e os critérios usados, mas sempre que vejo os mesmos penso se Belo Horizonte não cria nada de novo, nem se renova. Será que somos tão conservadores assim?

Anônimo disse...

Eu concordo com você na revisão do critério de premiação da revista.
1 - A não obrigatoriedade dos jurados em visitar os estabelecimento, torna o processo de eleição deficiente e irreal.
2 - Como é a escolha dos jurados
3 - O Público em geral não pode participar deste processo, isto é,
na entrada de qualquer um dos estabelecimentos selecionados uma urna de votação com um registro documentado.
Tem mais algo para acrescentar nestes processo para que seja mais digno da polulação de Belo Horizonte.

Agradecimentos,

Jair Alkmim

Donas de casa de primeira viagem disse...

Olá Rusty e Abraão!

Belo Horizonte sempre se renova sim! Nós mineiros belo-horizontinos é que temos que aprender a sair das nossas "tocas" de sempre e conhecer coisas novas em outros bairros da cidade.

A Veja reflete um pouco essa nossa caracteristica bairrista.

Mas, mesmo assim, poderíamos ter tido na edição deste ano menos premiações repetidas e mais surpresas e novidades!
Uma pena....

Espero que a próxima edição possa nos surpreender..

Abraços!
Érica

Rusty Marcellini disse...

Prezada Érica,

Concordo plenamente com suas palavras. Sei que Belo Horizonte se renova. É justamente isto que eu estava defendendo. O que está errado é o critério da revista Veja, através da escolha dos jurados, que sempre peca por escolher a cada edição os mesmos estabelecimentos para premiar. Alias, no proprio programa CBN Sabores BH já destacamos inumeras casas de qualidade que nem sequer foram indicadas pela Veja BH.
Abraço,
Rusty.

Anônimo disse...

Rusty
No festival comida de boteco, já observei jurados irem visitar os bares e receberem tratamento especial. A população de Belo Horizonte, (com sua caracteristica provinciana) conhece tudo e todos. Será que não ocorrem votos por preferência emocional (ou diferença no tratamento de jurado e mero consumidor?). E qual a qualificação de alguns jurados? Sei que uns tem bons cursos de culinária por exemplo, outros estão no ramo. Mas e aqueles que apenas são da "high" society?
O voto popular se torna imprescindível como critério, ao menos, de desempate!
Marina Araujo.

Donas de casa de primeira viagem disse...

É o que penso também Rusty. Não consigo compreender os critérios adotados pela revista, a começar pela escolha dos jurados.

Penso também que a participação popular, como ocorre em outros eventos que premiam bares e restaurantes de BH, seria muito mais justa e democrática.

Sempre ouço vocês indicando lugares que realmente nem apareceram nesta edição da Revista.

Essa repetição anual de premiações serve para aqueles que sempre ganham, estamparem a página da revista com a premiação em seus estabelecimentos e para que a Revista perca cada vez mais credibilidade junto ao público em geral.

Para finalizar, gostaria de deixar minha total indignação com a escolha deste ano de melhor Buteco. Esta escolha representa bem o total desconhecimento dos jurados a respeito dos bares e butecos da capital. Inacreditável....

Abraços Rusty e abraços a todos!

Érica

Denise Terenzi disse...

Rusty, pq vc nao pensa em um concurso(nao sei se seria essa a palavra) aqui no seu blog e divulgado no CBN sabores BH? Com certeza seria mais dentro da realidade e mais longe dos lugares comun da Vejinha. Poderia ser em duas fases, onde na primeira todos fariam sugestoes em categorias definidas por vc, Marcelo e Fabiana e, dentre os mais sugeridos, fariamos uma votaçao no blog.
Um abço
Denise Terenzi

Anônimo disse...

Olá Rusty!

Vou discordar da maioria das opiniões. Não acho que o voto popular seria mais justo. Pra mim, o voto dos jurados é um reflexo do comportamento do público em geral. Quero dizer com isso que a maioria das pessoas tem o hábito de ir nos mesmos lugares sempre, gostam de ser reconhecidas pelos garçons e por aí vai. O resultado dessa votação, na minha perspectiva, seria praticamente o mesmo.
Acho que o correto seria voto de um jurado de especialistas, que vão avaliar com critérios os estabelecimentos. Isto, claro, desde que seja obrigado visitar todos os bares e restaurantes, para ser justo.

Abs,
Guilherme Girão

Donas de casa de primeira viagem disse...

Bom dia Rusty!
Bom dia pessoal!

Achei a idéia da Denise genial!

Podíamos mesmo fazer uma votação entre os ouvintes. Como são muitas categorias, seria interessante talvez resumi-las ou escolher somente algumas. Assim teríamos uma idéia se na votação popular os rseultados seriam realmente os mesmos, conforme disse o Guilherme.

Abraço a todos,

Érica Antunes

Anônimo disse...

Alguem aqui compra a Veja para visitar os lugares campeoes???
Eu comprava apenas para ver as listas de restaurantes – e verificar quais tinham fechado, quais abriram e as indicacoes de cada restaurante e cada prato.

Sinceramente, a edicao 2009 – 2010 me surpreendeu!
Nao concordo nem ao menos com a escolha dos jurados. Foi uma bela P-A-L-H-A-Ç-A-D-A!
Nesse ano ficou ainda mais escancarado que para ser jurado da Veja necessita puxar o saco de uma certa panelinha da sociedade de Belo Horizonte.
E, por conta disso, Ivo Faria e Taste Vin sempre serao eleitos, pois seus nomes nao significam apenas qualidade (sim, eles sao excelentes), mas para quem vota, tambem significa status. Honestamente, essa e a verdade! Colocar a sua foto indicando estes nomes, para alguns, a preocupacao com o sabor é o de menos…
La Victoria ganhar como a melhor carne??? Faz-me rir! Gargalhadas! Quem ja foi la - e em outros - sabe disso!
E outra: Marilia ganhar como pastelaria chega a ser lamentavel (algum dos jurados ja foi ao Napolitano comer um pastel de frango com catupiry? Ha comparacoes entre pastelarias??? Ou eles conhecem apenas uma??? Ou melhor, sao todos eles que conhecem alguma???), Verdemar como delicatessen (e nao a Tutto Italia, onde de fato voce encontra TUDO o q precisa de excelente qualidade, a todos os precos??? Parece que delicatessen virou sinonimo de patê!), Xapuri (?????? – inacreditavel ganhar todo ano… o tempero do Faz de Conta e sensacional – porem perguntem aos jurados se os mesmos ja foram la… provavelmente nao… alias, o Xapuri e outro da lista de status), categoria "fim de noite" no Bolao??? Sinceramente, quantos destes jurados terminaram a noite no Bolao neste ano??? Eu nao conheco mais ninguem que termine a noite la!!! Ultimamente, o mais lotado no final da noite em BH (sem contar Mc Donalds, por favor) é o New Foods (Getulio Vargas, esquina com Afonso Pena). E eles tem um sanduiche de file mignon com catupiry e batata palha caseira fenomenal… sem contar o molho rose temperado que e divino…
Ah, e li o comentario de umas das juradas deste ano que ela ficou muito feliz em participar porque esse guia a ajuda sempre… percebe-se que ela apenas repetiu as indicacoes dos jurados passados por anos e anos – PURA E SOMENTE por status, ja que a mesma entende de comida que nem um açogueiro entende de engenharia quimica - e a mesma e uma super prototipo de emergente, uma verdadeira alpinista social (ela nao iria fazer diferente). Isso realmente me deixa completamente desapontada em saber que, nessa bancada, tao respeitada bancada, de reconhecimento nacional, tem alguem como jurado que apenas puxou muito o saco de alguem importante para conseguir estar ali, com a resposabilidade de indicar boa comida para pessoas verdadeiramente interesadas nisso.
Nao vejo novidades nessa revista.
Me impressiona, por exemplo, um restaurante como a creperia Stella Maris (Pium-i, Sion) nao ser indicado! As novidades em Belo Horizonte nao sao notadas – a nao ser que seja um empreendimento como o The Art from Mars – que por sinal tem um atendimento hor-ro-ro-so! O Stella Maris e delicioso, de preço accesivel e a variedade de crepes, drinks e petiscos agrada a todos os paladares! Nao conheco quem tenha ido e nao tenha se rendido ao restaurante!
Sinceramente, neste ano me recusei a comprar a revista! Se no proximo ano forem estipuladas algumas regras ou ao menos uma bancada de jurados decente, que entenda de fato de sabores e esteja interessado em INOVAR, pelo menos um pouquinho, ai sim, compro com muita satisfacao. Todos esse lugares vencedores eu ja sei que sao bons – fazem anos! – e por isso, o meu ineteresse em repetir a informacao – trocando apenas a capa e o ano – sao nulos.

Donas de casa de primeira viagem disse...

Bom dia Rusty!
Bom dia pessoal!

Prezada Anônima,

Concordo com tudo o que você escreveu. Porém, sou um pouco diferente de você em um aspecto: todo ano compro a revista! Pois é....

E na verdade compro, na esperança de ver lugares novos sendo premiados.Porque eu pelo menos busco sim na Revista referências de locais para conhecer.

Este ano a primeira coisa que procurei na Revista foi a categoria "Melhor Chef". E quando vi que era o Ivo (que é sim um excelente Chef, ninguém está dizendo o contrário...) novamente já continuei a ver a revista desanimada, bastante desanimada....porque já sentia que as premiações se repetiriam ao longo da revista.

O mais triste disso tudo é pensar que para muitas pessoas Belo Horizonte é só isso: os mesmos lugares de sempre, as mesmas comidas de sempre, os mesmos jurados de sempre.....como se as coisas não se renovassem na nossa querida capital mineira! Acho isso o mais lamentável de tudo...

Mas confesso que ano que vem irei comprar a revista novamente com a mesma esperança deste ano. Quem sabe não acerto?

Abraços e bom fim de semana para todos!
Ah! Gostaria de aproveitar para deixar uma dica de um barzinho muito agradável em BH: o Oratório, na Av. Brasil. Vale a pena conferir pessoal!

Este pra mim tinha que ter ganhado como melhor Happy Hour e não um local cujo nome já começa com Café....nada a ver!

Érica Antunes

Anônimo disse...

Quero explicar melhor minha perspectiva.

Quando eu disse que o voto popular daria, praticamente o mesmo resultado, é por vários motivos. Vou listar alguns:

1) quando o público vota, ele também não tem a obrigação de visitar todos os concorrentes. Isto vai gerar uma visão também distorcida, porque ele vai votar naquele estabelecimento que ele conhece, gosta e frequenta.

2) a preferência das pessoas vem de vários fatores, racionais ou, principalmente, emocionais. Quando se gosta de um lugar específico a ponto de frequentá-lo sempre, provavelmente é porque ele te remete a boas lembranças. Isto não o torna melhor do que outro e esta frequência diminui a possibilidade de visitar novos lugares.

3) o "não gostar" de um lugar pode ser também pelo oposto. Uma briga com a namorada(o) pode trazer péssimas lembranças e a pessoa nunca mais querer voltar lá, apesar de falarem que lá é bom

4) o público, na grande maioria, não tem conhecimentos técnicos para fazer uma avaliação criteriosa de um estabelecimento. Quando eu falo isso eu digo que as pessoas não entendem de técnica de cozinha o suficiente para saber se o The Art From Mars tem uma cozinha inovadora e criativa ou se ela propõe invencionices sem noção. Se a carne que você pediu no bar é aquela mesma que chegou à mesa ou é uma carne de segunda. Se um filet mignon ao tournedor vem no ponto que você está pedindo ou se tem que voltar para a cozinha corrigir. Se o pato deve ser servido mal passado ou ao ponto. Se a carne vem quente e o acompanhamento vem frio. Se a forma de cocção foi correta. Se o risoto pode ser feito com arroz comum. Pode parecer bobagem, mas não é.

E estes são alguns dos fatores que acredito que não funciona o voto popular.

No fim, as pessoas vão votar no lugar que elas gostam, e não com base na comparação entre todos os concorrentes e uma avaliação sem passionalidade.

Bem, é isso!

Ah, e a discussão está ficando boa!


Abs,
Guilherme Girão

Anônimo disse...

Prezados,
Antes de tudo, mil desculpas por nao ter me identificado (xinguei, xinguei e xinguei, nao comprei a revista e nao me identifiquei!) hahahaha
Bom, o meu nome e Anna e eu, como a Erica, tenho esperança em ver as coisas mudarem. Porém, pela primeira vez, resolvi nao comprar a revista. Com esta atitude (somada aos meu desabafo aqui) encontrei a melhor maneira para registrar a minha decepçao.
No ano passado havia mandado um e-mail para a revista (ate muito delicado, diga-se de passagem – ja que aqui me mostrei um pouco “furiosa” rs). Nao tive qualquer resposta.
Sinceramente, eu quero sim ver novidades na revista!
Citando novamente Ivo Faria… o Ivo Faria! Puts! Ele e um caso a parte! E ate injustiça eu cita-lo porque, em relacao a novidade, ele e espetacular! Ele troca o cardapio dele com regularidade! O Ivo Faria merece sim este lugar. Porem, alguns jurados nem sabem desse detalhe… a questao entre eles e o chef, infelizmente, e pura e simplesmente status. E eu fico triste por isso!
Mas, nao sei se concordam comigo, nao poderia ser entao alguna premiacao relacionada as casas abertas no ano da avaliacao???
Nao precisaria ser em todas as categorias (e acho inclusive que seria imposivel para a revista), mas seria interesantíssimo se houvessem avaliacoes das novas casas relacionadas a melhor chef, bom e barato, botecos, comidinhas, paquera e a dois.
Acho que essas categorias sao as mais procuradas. E acho q essa premiacao poderia ate mesmo ser um estimulo para as novas casas ficarem abertas por mais tempo em BH (nao vi cidade onde nada fecha mais rapido que a nossa).
Guilherme, o seu item # 4, nada ali e bobagem. Acho que voce descreveu o papel mais basico do jurado.
Acredito tambem q lembrancas pessoais influenciam e podem denegrir um restaurante, mas em relacao ao atendimento, sinceramente, isso eu nao abro mao! Atendimento e complemtamente interligado a refeicao. Citando novamente o Ivo Faria, dou a minha cara a tapa se eu conhecer alguem que tenha sido maltratado no seu restaurante. Creio que, se ao menos algum dos seus funcionarios tivesse feito cara feia para qualquer cliente, isso sim ja seria um bom motivo.
No The Art From Mars, sinceramente, nunca fui mal tratada la, mas ja presenciei varios clientes serem. A comida deles e fantastica e o preco faz jus, mas sinceramente, comer para mim e um momento extremamente feliz! Eu nao quero chateacoes! E por isso, atendimento, para mim, anda de maos dadas com a qualidade do prato.
Aprendi em casa, desde de pequenininha com a minha familia que a refeicao e o melhor momento do dia! E uma hora feliz, de uniao da familia, de conversas. Por isso, nao ligamos a TV (engracado, mas nos momentos de refeicao so passam os telejornais cheio de noticias tristes). Em casa, o trecho da biblia mais citado e um que poucos sabem, e o Eclesiastes 8, 15 (Exalto, pois, a alegria, porquanto o homem nenhuma coisa melhor tem debaixo do sol do que comer, beber e alegrar-se; porque isso o acompanhará no seu trabalho nos dias da sua vida que Deus lhe dá debaixo do sol.) e o unico pecado capital aceito por la e a gula!
Voltando ao assunto (senao eu fico aqui viajando por mais meia hora) creio que, em relaçao ao cunho popular da revista, entram as citacoes dos restaurantes e os pratos em referencia, pois acredito que as indicacoes sao postadas de acordo com a maior demanda de pedidos do estabelecimento (ou seja, aceitacao popular).
Bom, desculpas mil por escrever tanto sobre os meus pontos de vista, mas sao poucas as discussoes que me inspiram!
Um abraco a todos e vamos nao vamos apenas pensar, mas sim executar um meio de fazermos a nossa Vejinha!

Rusty Marcellini disse...

Prezados leitores deste blog,
Gostaria de salientar que publicarei todos os comentários aqui deixados, desde que sejam assinados com nome e/ou e-mail (e que não sejam desrespeitosos, é claro)
Continuem participando, pois é um imenso prazer contar com a ajuda de vocês.
Abração, Rusty.